quinta-feira, 20 de março de 2014

[Resenha] O Segredo de Emma Corrigan - Sophie Kinsella


Boa tarde!
Como estão nesse restinho de semana? Por aqui tudo ótimo, fora o probleminha que tive ontem com a internet - quem me acompanha no twitter sabe (sigam: @marithereader) que meu modem teve uma vida longa e farta, mas ontem infelizmente teve /quit@life. Mas agora já está tudo resolvido! \o/
Depois de mergulhar em um clássico distópico e em uma biografia, queria ler algo leve e diferente, por isso escolhi um romance. Estava buscando uma leitura rápida e divertida - e não me desapontei!
Durante a Maratona Literária, eu já havia lido outro livro dessa mesma autora - "Fiquei Com O Seu Número" e adorei a escrita! 
Além disso, "O Segredo de Emma Corrigan" já estava na minha lista  de leitura desde a Maratona. Não teria como não escolhê-lo, certo? :)

terça-feira, 18 de março de 2014

[Aleatórios #2] Quando Estiver Entediado, Sorria!

Segunda e super aguardada edição do post mais divertido de todos!
Resultando de dias de navegando nessse vasto World Wide Web, selecionando as imagens e gifs que tem tudo a ver com o dia a dia de nerds literários e trazendo para vocês muitas risadas!
Senhoras e senhores visitantes e seguidores desse humilde blog que vos fala, apresento a vocês as imagens mais nerds e nonsenses da semana!
Vem se divertir você também ;)

sábado, 15 de março de 2014

[Resenha] As Aventuras de Mark Twain - Jerry Allen

Primeiramente, bom dia! :)
Conforme anunciado no meu twitter (@marithereader) no dia 11/03, a primeira leitura do mês de março foi As Aventuras de Mark Twain, de Jerry Allen. 
Quase na metade do mês fui ler o primeiro livro! Aproveitei o tempo livre a super preguiça que me abateu no carnaval pra assistir todos os episódios 'atrasados' (já está no forno um post sobre as séries que eu acompanho ;); foram tantos que ao contrário do que eu desejei não consegui ver nenhum filme! =(
Mas agora o carnaval já acabou, o ano começou definitivamente e as leituras continuam, é claro! E a minha primeira escolha não poderia ter sido melhor!


O primeiro fato que devemos falar sobre o livro é que ele é uma biografia ficcional de Samuel Langhorne Clemens, mais conhecido pelo seu pseudônimo - Mark Twain. Quando se trata de clássicos todos se lembram de Dickens, mas Mark Twain, coitado, é praticamente esquecido por aqui, o que eu acho uma grande injustiça!

Uma das minhas metas neste ano é ler as obras mais famosas de Mark Twain ("As Aventuras de Tom Sawyer" e "As Aventuras de Huckleberry Finn") e ao contrário de Dickens, que pretendo ler todas as obras antes da biografia; eu preferi ler a biografia de Mark Twain primeiro - simplesmente porque sabia pouco sobre o autor.
O que de cara me chamou a atenção nesse exemplar (bem antigo, edição de 1967!) é a carta da filha à autora da biografia:
"A maneira pela qual Jerry Allen, em 'As Aventuras de Mark Twain', fugiu ao tratamento costumeiro de uma biografia, é altamente expressiva, absorvente. Embora tão familiarizada com os fatos da vida de meu pai, encontrei-me lendo a história com o interesse suspenso, habitualmente despertado somente pela relação de aventuras inesperadas. A urdidura de incidentes e eventos, numa sequencia de narrativas, desperta a atenção e arrebata o leitor. Lê-se como um romance, enriquecido pelo fato de apresentar uma história verídica. Os personagens aparecem em claro relevo. Os quadro são vívidos."  -  Clara Clemens
Se tem algo que me cativa, a primeira vista, são livros baseados em fatos reais, seja de forma mais ou menos ficcional. Apostei na leitura e não me arrependi!
O livro conta a história de Sam Clemens, abrangendo desde a infância até a velhice. Cheio de aventuras contadas com muito bom humor, os fatos coletados pela autora em diversas obras de Samuel Langhorne Clemens, ou como ele gostava de ser chamado, Mark Twain. Considerado "pai da literatura americana", Twain teve uma vida agitada - foi mineiro, jornalista e piloto de barcos a vapor. Também viajou pelo mundo e descobriu meio que por acaso seu talento como escritor, ao publicar o relato de suas viagens ao Havaí. Seu humor satírico conquistou leitores em todo o mundo, e suas palestras eram sempre superlotadas - tanto de gente quanto de riso. Um dos seus amigos pessoais opinou sobre as apresentações:
"Os efeitos, cuidadosamente estudados, atingiam as primeiras fileiras, próximas a orquestra, em primeiro lugar, e sacudiam, com gargalhadas, até os que estava de pé junto as paredes; retomavam depois um belo impulso e erguiam-se de uma galeria a outra até retornarem, qual uma catarata de gargalhadas, desde as fileiras mais elevadas. Era o conferencista profissional que conhecia todas as nuances do incrível ser humano, e não há dúvida de que esses resultados ele os pretendia de fato. Era um verdadeiro e consumado artista, como nunca me fora dado ver."  -  William Dean Howells
Esse humor estava presente na escrita de Twain: seu primeiro conto de sucesso, publicado em 1865, foi "The Celebrated Jumping Frog of Calaveras County" (traduzido em português como "A célebre rã saltadora do Condado de Calaveras"), conta a história de um mineiro viciado em apostas. Dois anos mais tarde o autor publicou um livro com seus contos publicados em jornais, utilizando o mesmo nome - esse foi a primeira obra literária de Twain.
Em "As Aventuras de Mark Twain", a autora nos mostra por exemplo o surgimento desse conto, as dificuldades encontradas por Twain em ser aceito como um jornalista satírico (algo incomum na época) e o desejo de se manter financeiramente através dessas pequenas publicações, para alcançar seu grande sonho de conhecer o mundo.
Há um trecho no livro em que é narrado a tentativa de Twain de vir ao Brasil, mais especificamente para o Pará; e conhecer os índios, os pés de cacau e bananeiras. Mas, pobre Twain! Viajou 25 dias em um barco a vapor para Nova Orleans, ouvindo as "palavras trovejantes e profanas" do imediato:

"Olhe, comece a trabalhar daquele guincho da proa! Vamos! Que está fazendo? Agarre-o! Estou mandando! Devagar, devagar! Quer estragá-lo, seu chupa-ovo, ladrão de carneiros, filho caolho de um macaco estufado! Jesus Cristo! Isto não é roda de tear, seu cavalo aleijado de carro de defunto! Segure-o!!"  -  imediato do navio a vapor Paul Jones
E ao chegar em Nova Orleans, descobrir que o próximo navio para o Pará só sairia em 11 ou 12 anos, ou em um século... Risos eternos do pobre sr. Twain!
A viagem para o Pará pode não ter dado certo, mas houve muitas viagens; de aventuras na escola de pilotos de navio do rio Mississípi a desbravamento do oeste selvagem, repleto de índios e justiceiros. 
E também houve romance... Ah sim, Mark Twain foi um homem apaixonado. Os trechos das cartas entre ele e Livy, sua noiva e grande amor da sua vida, são as coisas mais cute cute do livro! Postei um no meu tumblr pessoal (para ver é só clicar aqui), mas tem tantos lindos que não resisti a tentação de publicar pelo menos mais um:

"Livy, querida, já pus no correio a carta de hoje, mas orgulha-me tanto o privilégio de poder escrever à mais querida jovem do mundo, sempre me apraz, que devo acrescentar algumas linhas mesmo que seja para dizer que a amo, Livy. Pois amo-a realmente, Livy, como o orvalho ama as flores, como os pássaros amam a luz do sol; como as ondazinhas amam a brisa; como as mães amam o primeiro filhinho; como a lembrança ama os velhos rostos; como a maré sequiosa ama a lua; como os anjos amam a pureza no coração. Amo-a tanto que, se a tirassem de mim, parece que todo meu amor a acompanharia e deixaria meu coração uma ruína vazia e triste, para todo o sempre. (...)"  -  Carta de Sam para Livy
O livro retrata um pouco sobre a intimidade do casal feliz, que viveu um casamento cheio de amor e alegrias por 30 anos. O mesmo Twain que levava plateias inteiras à gargalhada convivia com Olivia, desde os primeiros momentos de casamento; que era nada mais e nada menos que a parceira perfeita. Livy foi a revisora literária de todas as obras de Twain, secretária e divulgadora, tinha grande orgulho do marido e não escondia de ninguém. O capítulo sobre a morte de Olívia me emocionou!
Essa forma de convivência - leve e bem humorada - tinha com os amigos e toda a família, sempre presente na vida de todos. Muitas das dificuldades financeiras enfrentadas por Twain se deviam ao número de familiares (entre eles sua mãe idosa e seu irmão) e amigos que ajudava, a maioria de forma anônima.

E assim vamos nos divertindo e acompanhando o dia a dia desse mestre das palavras, em uma leitura leve, gostosa, fluida, absorvente e emocionante. Ao fechar o livro constatei: estou fascinada por Mark Twain e não vejo a hora de ler suas obras!
Postei esses trechos para que vocês vejam que nem sempre a linguagem de um clássico é ruim, ou chata, ou confusa; e que ler um livro publicado em mil oitocentos e guaraná de rolha não é um bicho de sete cabeças. Li esse livro em três dias, numa média de 120 páginas por dia, acima de tudo porque a leitura é fluida e divertida. Não queria que o livro acabasse!
Na minha classificação, cinco de cinco estrelas :)

Obs.: Quando eu citei que quero ver o filme, eu estava me referindo ao filme "As Aventuras de Huck Finn", de 1993, com Elijah Wood - sim, aquele mesmo de O Senhor dos Anéis, na versão mais criança mais cute cute ever. Existe um filme com o mesmo nome do livro, "As Aventuras de Mark Twain", de 1986, que é um nonsense muito, mas muito maluco mesmo e que causou o maior furor na época - pra saber por que, é só ler esse post no Nerd Maldito
O trailer pra você se lembrar do filme que eu quero ver e ter um gostinho de nostalgia se for tão velho(a) quanto eu é esse aqui:


Espero que tenham gostado e que leiam o "As Aventuras de Mark Twain" se tiverem a oportunidade, vale a pena só pelas risadas!
Beijos e até mais.

quinta-feira, 13 de março de 2014

[TOP 5] Livros Brasileiros

Oi, queridos visitantes e seguidores!
O TOP 5 é uma edição super especial! Vim prestigiar nossa tão amada pátria mãe e a literatura clássica brasileira, tão vasta e tão pouco conhecida. Não sou a favor de prestigiar o que quer que seja simplesmente por ser brasileiro. Mas sou super favorável a prestigiar o que é bom, e existem sim livros nacionais de qualidade. É isso que eu trago hoje: minha humilde lista dos cinco melhores livros nacionais que já li e que sempre recomendo, se sua meta esse ano é ler mais literatura nacional, isso pode te ajudar na hora da escolha :)


quarta-feira, 12 de março de 2014

[Resenha] Viagens de Gulliver - Jonathan Swift

Oi, gente!
Chegou o tão esperado fim de semana! E vim contar pra vocês as emoções e delícias de ler o clássico de Jonathan Swift, publicado inicialmente em 1726 - pois é, bem novinho. Viagens de Gulliver é um livro bem satírico e que capta a essência do sarcasmo, esse pequeno adjetivo desafortunadamente tão pouco utilizado e compreendido nos dias de hoje.
Essa leitura foi em cumprimento da minha meta: ler mais clássicos da literatura esse ano. Quem acompanha as resenhas sabe o quanto eu gosto dos clássicos - são meus livros preferidos.
Alô você, que também tem essa meta ou se interessa pelos clássicos! Essa resenha é especialmente pra você :)

segunda-feira, 10 de março de 2014

Compras Fevereiro / 2014

Oooi! Me atrasei, mas cheguei \o/
No post anterior eu disse que voltaria mais tarde pra contar as compras de fevereiro, e promessa é dívida! Eu sei que é mais de meia noite e tecnicamente já é outro dia, por isso eu quebrei a promessa; mas como eu ainda não dormi, pra mim tecnicamente ainda é o mesmo dia (insonia mode ON). Além do mais é um post bem curtinho, já que por motivo$ de força maior as compras foram poucas. Porém mais uma vez é possível provar que a qualidade vem antes que a quantidade! :)

domingo, 9 de março de 2014

[TAG] Livros Opostos

Olá meus queridos e minhas queridas! 
Como estão de final de semana pós carnaval? Por aqui tudo bem, mas juro pra vocês que nunca vi domingo com mais cara de ressaca do que o domingo pós carnaval! Até a preguiça parece que é maior, aff! Pra completar, o domingo por aqui amanheceu com essa super carinha de chuva... o resultado, com toda certeza, será pipoca + edredon e um super episódio do Supernatural, já que essa semana é a atualização das séries que eu assisto.
Não estranhem a TAG meio antiga, a miss atrasadinha aqui deve ser a última a fazer! Mas calma, eu tenho um plano ;)


sábado, 1 de março de 2014

Leituras Fevereiro / 2014

Oi gente! Como vocês estão? 
Certamente aproveitando o feriado e/ou curtindo o carnaval... E eu aqui atualizando o blog!
{Porque? Porque é isso que nerds fazem, uai!}
Chegamos ao fim do segundo mês de 2014 e este é o momento te contabilizar as leituras do mês. O tempo praticamente voou e tive muitas coisas, começo das aulas e dos estágios, festas e feriados e etc; mas apesar de tudo achei minha leitura muito prazerosa, e afinal é isso que conta, certo? Depois da loucura gostosa da Maratona Literária me dei alguns dias de folga, para retomar as leituras com mais ânimo; e fui super bem sucedida. :)